Análise de risco de processos industriais

Análise de risco

Análise de risco é adoção e implantação de procedimentos para identificação sistemática de riscos no ciclo de vida de um processo: desenvolvimento, projeto, implantação, comissionamento, operação e descomissionamento.

TIPOS DE ANÁLISE DE RISCO DE PROCESSO
Existem três tipos de análise de risco: a qualitativa, semiquantitativa e a quantitativa. A primeira, análise qualitativa, será realizada conforme os conhecimentos das pessoas no processo em foco, assim como, no conhecimento de uma metodologia de avaliação.

METODOLOGIAS MAIS UTILIZADAS
Há várias metodologias de análise, tais como: HAZOP, APP, What if/checklist, Check list, FMEA, etc. Após a análise qualitativa, recomenda-se elaboração da análise semiquantitativa denominada de LOPA para confirmação daqueles cenários mais críticos, por exemplo. Confirmada a alta
criticidade desses cenários, convém a elaboração da análise de vulnerabilidade para confirmar se os riscos extrapolam os limites da empresa. A análise de risco quantitativa será o último recurso da análise para verificar se aqueles cenários mais críticos estão no nível de tolerância dos riscos
aceitáveis.

NORMAS REGULADORAS
Alguns estados brasileiros já possuem leis que orientam as empresas que lidam com produtos perigosos empreender a análise de risco quantitativa por meio de análise de vulnerabilidade e a determinação dos riscos individual e social. Como exemplo desses estados estão São Paulo
e Bahia com as normas P4.261 – Risco de Acidente de Origem Tecnológica – Método para decisão e termos de referência (CETESB) e a RESOLUÇÃO CEPRAM Nº 4.578 DE 29 DE SETEMBRO DE 2017 do Estado da Bahia, respectivamente.

EMPRESAS
Mesmo estados que não possuem normas, empresas fazem as análises de risco das suas unidades industriais e, quando se aplica, elaboram a análise quantitativa para comprovar que os seus riscos estão controlados e, assim, garantir segurança para seus parceiros e comunidades vizinhas. Sendo assim, a metodologia de análise quantitativa será realizada conforme Guidelines for Chemical Process Quantitative Risk Analysis e Guidelines Developing Quantitative Safety Risk Criteria ambos do Center for Chemical Process Safety e suportada por software de vulnerabilidade reconhecido mundialmente.

ECS CONSULTORIAS
A ECS Consultorias está capacitada para fazer análises qualitativa, semiquantitativa e quantitativa. As análises serão feitas por profissionais com larga experiência no ramo industrial o que, além de efetuar uma análise com alta qualidade, também terão condições de ajudar nos processos industriais.

ANÁLISE DE RISCO EM MÁQUINAS/EQUIPAMENTOS
As máquinas/equipamentos devem ser operadas com risco residual aceitável. Como saber que operam dessa forma? Importante que seja feita análise de risco nas máquinas/equipamentos e propor recomendações para redução de risco e, dessa forma, manter os riscos residuais num nível
aceitável em total acordo com a NR-12.

QUANDO FAZER
O ideal que a análise seja realizada no projeto da máquina/equipamento, contudo poderá ser feita em máquinas/equipamentos já existentes. A análise de risco pode determinar, conforme matriz da IEC-62061, qual o nível de integridade de segurança (SIL) do componente de segurança a ser adicionado para o risco reduzir a num nível aceitável, no qual os trabalhadores poderão efetuar o seu trabalho com a certeza de que o ambiente laboral está seguro.

ECS CONSULTORIAS
A ECS Consultorias possui planilha que calcula automaticamente o SIL necessário para a redução de risco da sua máquina/equipamento. Além disso, será possível analisar uma boa gama de risco utilizando como guia a ABNT NBR ISO 12100 e ISO/TR 14121-2.

Todos os Direitos Reservados 2010-2022 | ECS Consultorias – Empresa de Engenharia de Segurança e Gerenciamento de Risco.
Rua Dr. José Peroba, 275, Edf Metrópolis Empresarial, sala 610, Salvador- Bahia – Brasil – CEP: 41770-235.
CNPJ – 08.195.907/0001-65
Tel: +55 (71) 30146466
Email: [email protected]